3.3.7. Função de autodiagnóstica

Una um provador do OI-EXAME (Pro) à tomada diagnóstica padrão (DLC).
Considere os códigos de maus funcionamentos dados pelo sistema da autodiagnóstica do câmbio automático. Então elimine maus funcionamentos segundo 3:13.

OBSERVAR
Na memória de acesso casual (RAM) de uma unidade de controle eletrônico no máximo 8 códigos diagnósticos de maus funcionamentos podem escrever-se (como a sua emergência).
Em caso da emergência repetida de qualquer código do mau funcionamento, vai se escrever na memória só uma vez.
Se a quantidade dos códigos diagnósticos abaixo escritos de maus funcionamentos ou as condições da emergência do mau funcionamento (modelos de preocupação diagnósticos) exceder 8, então os códigos de maus funcionamentos que se escrevem antes vão se retirar da memória na sequência, que começa com o mais primeiro.
Não desconecte a bateria recarregável antes de ler de códigos diagnósticos de maus funcionamentos ou condições da emergência do mau funcionamento (modelos de preocupação diagnósticos) como em caso de um desinteresse da bateria recarregável vão se retirar da memória de uma unidade de controle eletrônico.

Se o sistema trocado sobre gestãos à operação de emergência e a transmissão se fixar na 3a transferência (o deslocamento de engrenagem bloqueia-se), então na memória de acesso casual (RAM) de uma unidade de controle eletrônico o código diagnóstico do mau funcionamento na forma de um código da operação de emergência de registros de trabalho. Em total na memória três tais códigos do mau funcionamento podem escrever-se.
Se a transmissão só trabalhar na terceira transferência (o deslocamento de engrenagem bloqueia-se) e a chave da fechadura da ignição vira-se na provisão ("de "), então a operação de emergência do trabalho vai se cancelar (cancelamento), mas os códigos diagnósticos de maus funcionamentos permanecerão na memória de acesso casual (RAM) de uma unidade de controle eletrônico.

Armazenamento de informação em memória (comemoração)
Na memória não mais do que 8 códigos diagnósticos de maus funcionamentos e 3 parâmetros da operação de emergência do trabalho podem guardar-se.
Se a capacidade da memória não permitir fazer o registro da nova informação, então em vez dos códigos diagnósticos de maus funcionamentos e os parâmetros da operação de emergência do trabalho que se guardam na memória vai se reescrever novo na sequência, que começa com o mais primeiro.
O mesmo código do mau funcionamento não pode escrever-se na memória mais do que uma vez.

Remoção automática de códigos de maus funcionamentos de memória (Eliminação automática)
Todos os códigos diagnósticos de maus funcionamentos automaticamente retiram-se da memória depois que a temperatura de óleo no câmbio automático (ATF) consegue 50 °C durante as 200 vezes depois do registro do código último do mau funcionamento na memória.

Remoção obrigatória de códigos de maus funcionamentos de memória (Eliminação conseguida)
Os códigos diagnósticos de maus funcionamentos que se guardam na memória podem retirar-se por meio de um provador se as seguintes condições se satisfizerem:
– uma chave de fechadura de ignição na provisão de "em";
– os sinais (impulsos) do sensor da provisão de um cabo de inclinação não se encontram;
– os sinais (impulsos) do sensor da frequência da rotação de um cabo de produção do ponto de controle não se encontram;
– os sinais (impulsos) do sensor de velocidade do carro não se encontram;
– a operação de emergência do trabalho não se inclui.